Falando de Laço: Outubro 2019

Páginas

Prova de Laço da Cabanha Jacobowski e Desafio No Limite

Arte Falando de Laço
Terminou domingo dia (27) a Prova de Laço da Cabanha Jacobowski e Desafio No Limite do Laço, em Campo Novo do Parecis, estado do Mato Grosso. Durante 10 dias de prova evento distribuiu mais de R$ 1 Milhão em prêmios.

Na principal modalidade o Desafio No Limite que tinha como prêmio R$ 920 Mil, quatro laçadores chegaram empatados no final das 80 armadas, com 78 pontos convertidos. Sendo eles: Kauã Boeno – RS, Lucas Santos – PR, Ivan Barbosa – MS e Thaian de Avila – RS. (Houve também um racha por volta de 60 armadas, em que Rodrigo Moretto e Duzinho Biazon – SP, participaram.) Após as 80 armadas os quatro finalistas dividiram o restante da premiação e entraram num acordo amigavelmente cedendo o título de campeão ao mais jovem finalista, Kauã Boeno. A divisão da premiação ficou desta forma:

Kauã Boeno – R$ 180 Mil
Lucas Santos – R$ 180 Mil
Ivan Barbosa – R$ 180 Mil
Thaian de Avila – 180 Mil
Duzinho Biazon – 100 Mil
Rodrigo Moretto – 100 Mil

Em todas as provas de laço o nível foi altíssimo estando presentes os melhores e mais preparados profissionais do esporte. Evento entrou para história como maior premiação em uma prova de Laço comprido.

Dentro de cancha destaque para Thaian de Avila, campeão em três modalidades: Individual No Limite, Individual profissional e laçada da marca da cabanha Jacobowski (valendo um automóvel 0KM). Lucas Santos também venceu três modalidades: No limite, Laço Trio e seleção de estado. Kauã Boeno venceu duas modalidades: No limite e Laço Duplas, valendo um automóvel 0KM.

De Santa Catarina em torno de 30 laçadores participaram do evento. Destaque para Aquiles Pereira, um dos campeões do laço duplas ao lado do sul mato-grossense Marcos Natis. Na prova No limite o catarinense mais bem colocado foi Silvio Duarte Neto com 77 armadas de 80. Faltando uma única armada para ser um dos finalistas da prova. Alexandre Dutra e Josué Souza também tiveram boa participação.