Falando de Laço: Setembro 2019

Páginas

Mais uma página escrita na cancha coberta de Ipê – RS

No 1º Duelo Rei de Roma que terminou essa madrugada, mais uma vez o recorde de armadas, de uma modalidade ficha seca foi batido. O Antigo recorde de (Estrela Velha – RS) durou menos de 1 ano (dezembro do ano passado). É bom lembrar que existe também o recorde de Gilmar dos Santos com 137 armadas sem errar. A diferença no caso do Gilmar, que a laçada tinha vida guardada. O Gilmar não errou, mas o artificio da vida guardada possibilitou seus concorrentes a darem escoro até as 137 armadas. Na minha opinião Gilmar segue recordista na modalidade vida guardada SEM ERRAR. Já Felipe Dalcin, Pericles Molina, Alan Soares e Thaian de Avila são os atuais recordistas numa modalidade de FICHA SECA, com 119 armadas, com o feito realizado na cancha coberta de Ipê.

Isso só reforça o atual momento do laço. Nunca na história estivemos em um momento com laçadores tão afiado. Hoje há dezenas, centenas de competidores com qualidade para laçar mais de 100 bois. E os últimos duelos tem provado isso. Tanto que está raríssimo tirar um único campeão, devido a qualidade dos laçadores.

Minhas reverencias aos campeões e atuais recordistas: Alan Soares e Thaian de Avila, há mais de 10 anos no topo, são os responsáveis por o nível de laço estar onde está. Muitos treinam para não perder para Alan e Thaian. Felipe Dalcin e Pericles Molina, dois jovens da safra nova que tem sua qualidade inquestionável e hoje são realidades no laço, tiveram seu esforço e dedicação coroado com o titulo e recorde. 

Silvio Neto, Thiago Souza e Kesley Caçapava, foi por um detalhe que escapou o recorde desta vez.

22º Rodeio do CTG Fazenda Silva Neto

Campeões laço equipe força A
Terminou ontem na cidade de Canelinha – SC, o 22º Rodeio do CTG Fazenda Silva Neto. 160 equipes, aproximadamente 640 laçadores participaram da festa que teve 4 dias de duração. Por mais um ano, como de praxe o CTG Fazenda Silva Neto realizou um rodeio organizado e de qualidade. Destaque para programação enxuta que faz com que os laçadores aproveitem momentos de lazer durante o evento. Sem muita “laçação” e taça de pelotões, sem madrugadões, sendo todas as modalidades de ficha seca, exceto a primeira Taça, este é o segredo do sucesso do rodeio de Canelinha. Em nenhum dos dias foi jogado uma armada sequer após a 01h, e domingo antes do anoitecer as provas de laço estavam todas finalizadas.

Dentro de cancha destaque para Maycon Pacheco e Silvio Neto, campeões em três modalidades: Taça Chico Prego, sozinhos, Equipe força B e Raspada de Duplas, sendo os dois laçadores que mais ganharam dinheiro no evento.

Confira abaixo os campeões das principais modalidades:

Laço Equipe força A – R$ 9.000,00 o total:
1º Cristiano Pereira, Nicolas Mohelecke, Guilherme mapella e Tiago Silva – Sociedade Gaúcha Lomba Grande
2º Diego Neves, Lucas Cunha, Rafael Sperandio e Dudu Harger – CTG Boca da Serra
3º Felipe Cavalheiro, Pedro Matiasi, Giliarde Scaburi e Henrique Neto – CTG Santa Felicidade

Nesta modalidade as duas primeiras colocadas dividiram o prêmio e pararam. Como a casa exigia que saísse o campeão a equipe do CTG Boca da Serra cedeu o título de primeiro lugar aos gaúchos da sociedade esportiva da Lomba Grande.

Taça Chico Prego força A – R$ 4 Mil:
1º Maycon Pacheco e Silvio Neto

Taça Francisco Filho força A – R$ 2 Mil:
1º Daniel Cunha e Lucas Thiesen
1º Flavio Guilherme e Gustavo Lohn

Taça Francisco Filho, força B:
1º Lucas Fernandes e Jhonatan Santos
1º Erasmo Oliveira e Sidnei Luz

Campeões da Taça em duplas de Quinta – R$ 2 Mil:
1º Guilherme Figueiredo e Daniel Muller
1º Claudio Jr e Guilherme Damke
1º Rafael Godinho e Benicio Warmling

Campeões Raspada de Duplas:
1º Lucas Forgiarini e Yuri Teixeira
1º Maycon Pacheco e Silvio Neto

Campeões Laço Prendas:
1º Michele Silveira
1º Amanda Rossa
1º Ariane Soares

Parabéns a todos!!