Falando de Laço: Novembro 2017

Páginas

Resultados do 1º Duelo de Laço RR Bueno e Boiada JF

Campeões do Duelo força A
Aconteceu neste final de semana na cidade de Sangés – PR, o 1º Duelo de Laço RR Bueno e Boiada JF. Confira abaixo o resultado das principais provas de laço:

Campeões da laçada dos 60 primeiros do duelo valendo 500,00 reais:
João Francisco
Duzinho Biazon
Marcinho Teixeira

Campeões da dupla valendo R$ 2000,00:

João Francisco e Duzinho Biazon
João Guilherme e Gustavo Sartorelli

Campeões Individual força B:
Dalua
Neto Pereira
Juninho Silva

Campeões do Individual força A:
Gustavo Sartorelli
Duzinho Biazon
Henrique Ferreira

Campeões da Raspadinha:
Cassiano Carvalho

Campeão do Mirim:

Bernardo

Campeões Feminino:

Paula Mendonça
Ingrid Castilho

Campeão Juvenil
Leonardo Cleto

Campeões do Duelo RR Bueno e Boiada JF força C valendo R$ 2000,00:

Daniel Moreira
Neto Pereira
Júnior bajuca
25 voltas

Campeões do Duelo RR Bueno e Boiada JF força B valendo R$ 3000:

Juninho Silva
Luís Marcelo Metling
35 voltas

Campeões do Duelo RR Bueno e boiada JF forca A valendo R$ 5000,00:
Éder Barbosa com 2 vidas
Cassiano Carvalho com duas vidas
Luan Morais com 1 vida - Foram jogadas 61 voltas para definir.

Destaque para Éder Barbosa e Cassiano Carvalho que na laçada principal não erraram armada.

Os laçadores presentes acharam o gado muito bom, fazia tempo que não corria um gado assim na região. Outro ponto a ser destacado foi o número alto de voltas, sendo um recorde na região norte do Paraná.

Parabéns aos campeões.

Dicas - Falando de Laço

Imagem ilustrativa
Sabe qual o primeiro fundamento que um laçador tem que desenvolver?

- A pontaria

Sabe porquê?

Porque não adianta ter cavalo, laço e companheiro bom, sair boi bom no brete e você falhar no arremesso.

Portanto esse é o primeiro fundamento a ser trabalhado, melhorado e desenvolvido por um laçador.

Como adquirir e melhorar sua pontaria? Treinando de forma correta. Laçando!

Existe três ferramentas muito utilizadas que podem ajudar na sua carga de treinos:

1 – Vaca parada – Dê preferência e utilize sempre o laço, exceto em momentos de recreação. Aliás não será com a corda que você irá competir. Muito boa para iniciantes. Não é bom um iniciante pular essa etapa. A cavalo você terá bem mais dificuldades. Lembre-se, quando o laço vem de berço é na vaca parada que tudo começa.

2 – Vaca Mecânica – Vai te dar uma boa base em movimento e te ajudará a criar uma sintonia entre cavalo e cavaleiro. Lembre-se, a vaca mecânica anda sobre rodas e não galopando. Isso faz dela muito mais fácil que o gado.

3 – Gado – O treino mais completo. Te ajudará a desenvolver todos os fundamentos e sentidos necessários.

Importante: Nos três módulos de treino (vaca parada, mecânica e gado,) inicie com a vaca grande e aspada e vá diminuído gradativamente, a vaca ou as aspas dela. Treine até chegar no módulo mocho e siga diminuído. Mocho grande, médio e pequeno. Quanto mais dificuldade melhor. Isso te ajudará no desenvolvimento e melhoramento de sua pontaria.

Coloque uma coisa em sua cabeça: Se você não pegar 10, 20, 30 armadas com a vaca parada, ou mecânica sobre rodas, como você pegará isso com ela correndo. Se você não pegar 10, 15, 20, boi aspado, como pegará isso no gado mocho.



1º Rodeio Crioulo Festa do Migrante

Campeões laço equipes força alta

Terminou ontem dia 13 por volta das 07h da manhã a 1º Festa do Migrante, em Anita Garibaldi – SC. 113 equipes estiveram presente participando da festa. Na Taça cidade em duplas valendo um carro da marca Fiat Mobi foram 350 inscrições.

BFL Super Sincero: Foi o primeiro rodeio neste novo parque de Anita Garibaldi. Portanto algumas falhas ocorreram. A principal delas foi o atraso das principais modalidades. O laço equipes por exemplo começou domingo após as 14h da tarde. Com isso as finais atrasaram e se arrastaram até a madrugada e manhã de segunda feira. Só não foi mais longe porque as finais da taça e individual foram decididas no gado mocho.

Como ponto positivo destaco a premiação e o preço das inscrições. Foi possível laçar valendo um carro 0KM pagando somente 100,00 de inscrição. O parque de exposições de Anita, mesmo que construído às pressas é bom e estruturado. As premiações foram todas entregue sem alterações, conforme dizia previamente o convite.

Espero que Anita sirva de exemplo para serra se modernizar no quesito organização e horários. É inadmissível que um rodeio de pouco mais de 100 equipes termine na segunda feira.

Dentro de cancha as disputas foram acirradas. Alguns laçadores de outros estados como: SP, PR, RS, estiveram presentes e deram maior brilho e competitividade a festa. Destaque para Marlon Costa e Eder Pereira, campeões do carro e equipe força B.

Confira abaixo os principais resultados do 1º Rodeio Crioulo Festa do Migrante:

Laço Equipe força A – R$ 3 Mil:
1º Gabriel Pereira, Pedro Paulo, Tiago Muniz e Junior Cordova – CTG Os Araganos – Lages – SC.

Laço Equipe força B – R$ 2 Mil:

1º Donizete Borges, Marlon Costa, Matheus Damasceno e Eder Pereira – CTG Alma Serrana – Lages – SC.

Laço Equipe Força C – R$ 1 Mil:

1º Itamar Melo, Junior Oliveira, Antonio Marcos Biavatti e Leandro Rafaeli – CTG Faz. Rincão da Lagoa

Taça Cidade – 1 Carro 0KM:

1º Marlon Costa e Eder Pereira – CTG Alma Serrana
1º Emerson Guesser e Célio Roberto – CTG Faz. Campo Alegre
1º João Eder e Silvio Neto – CTG Faz. Silva Neto

Duelo Bergamo Veículos (Individual) – R$ 5 Mil:
1º Eder Barbosa – SP
1º Gustavo Sartorelli – SP
1º Maico Delfes – SC
1º Junior Oliveira – RS
1º Ricardo Kuczera – PR.

Parabéns a todos!


Resultados do Duelo e Rodeio de Santa Rosa – RS

Créditos da imagem: Ju Marin
Quinta dia 09 estive na cidade de Santa Rosa, missões do Rio Grande do Sul. Fui lá participar e acompanhar o 1º Duelo das Bombanchas Clube do Laço e Logal Logística, valendo R$ 60 Mil. Grande parte dos melhores laçadores do Brasil estiveram presentes participando e disputando essa generosa premiação. 108 foi o número de laçadores inscritos nesta modalidade.

Dentro de cancha destaque para Alan Soares e Rafael Rodrigues, campeões da força alta com duas vidas cada. Na força A foram jogadas 64 voltas, sendo 3 vidas (guardada) na final, para decidir os campeões. Na força B, foram aproximadamente 30 voltas.

Foi bonito de ver as feras usando todos seus recursos e habilidades no gado mocho.

Alan Soares - mostrou mais uma vez ser um laçador diferenciado neste tipo de gado. O homem a ser batido no gado mocho.

Jacir Jovasque e Rafael Rodrigues, mostraram para o Brasil que são verdadeiras feras.

Cássio Pianaro – está numa fase incrível. Errei quando não citei seu nome entre os 11 melhores no 1º semestre.

Kauã Boeno – Já deixou de ser promessa faz tempo. É uma realidade. Essa foi sua segunda laçada de mocho vencida em menos de 30 dias.

Rafael dos Santos – Conheci agora em Santa Rosa. Pelo seu nível de atuação, mostrou ser mais uma fera dentre tantas, existentes neste Brasil.

Veja abaixo os principais resultados do rodeio:

Duelo Bombachas Clube do Laço – Força A – R$ 45 Mil:

1º Kauã Boeno – 1 vida
1º Jacir Jovasque – 1 vida
1º Rafael Rodrigues – 2 vidas
1º Cassio Pianaro – 1 vida
1º Rafael dos Santos – 1 vida
1º Alan Soares – 2 vidas

Cada vida embolsou a quantia de R$ 5.625,00.

Duelo Bombachas Clube do Laço – Força B – R$ 15 Mil:

1º Bruno Gomes
1º Rodrigo Gonçalves
1º Jeferson Lopes

Dupla oficial do rodeio força A:
1º Alan Soares e Thaian de Avila
1º Rudah dos Passos e Gilson Santos
1º Cesar Araújo e Claudionor Schuquel

Força B:
1º Mateus Toledo e Felipe Scarparo
1º Marco Atarão e Ricardo Atarão
1º Beto Soares e Honorato Antunes

Força C:
1º Taiane Zochetto e Amanda Zochetto
1º Tiago Lemos e Lucas Scheid
1º Fabio Ecker e Flavio Luiz

Publicidade

Taça Cidade em Duplas força A:
1º Alan Soares e Thaian de Avila
1º Rudah dos Passos e Gilson Santos
1º Ademir de Lima e Nereu Borges

Força B:
1º Jonas Maica e Ismael Capeletti
1º André Carvalho e Lucio Zorzan
1º Ariane Soares e Rick do Canto

Força C:
1º Fernanda Bauman e Jaqueline Eich
1º Mateus Medeiros e Robson da Rosa 

Taça do Reboque:
1º Alan Soares e Thaian de Avila
1º Lucas Forgiarini e Yuri Teixeira

Laçada da marca Fera do Laço - Proprietário:
Thaian De Ávila

Força A:
1º Ademar de Lima
2º Thaian de Ávila

Força B:
1º Rafael da luz
2º Lucas Forgiarini

Fera do laço 2017:

Ademar de Lima

Prenda:
1º Julia Avila

Guri:
1º Mateus Toledo
1º Kauã Boeno

Parabéns a todos!

Finalizo dizendo que a cancha de Santa Rosa, é uma das maiores que já lacei. Deve ter uns 180 metros de comprimento por aproximadamente 70 metros de largura. É um "potreiro!"


2º Encontro Brasileiro das Feras do Laço Comprido

Campeões força A
Terminou domingo dia 05 o 2º Encontro Brasileiro das Feras do Laço Comprido, em Ipê – RS. O evento como era de se esperar foi um sucesso correspondendo a todas as expectativas. 130 laçadores participaram da modalidade principal (Duelo individual,) valendo R$ 60 Mil. 39 deles obtiveram 100% de aproveitamento na fase classificatória, quando foram jogadas 25 armadas. 33 deles perderam uma única armada e se classificaram para a força baixa. No duelo de prendas foram aproximadamente 40 inscrições. Esses números comprovam que o nível de laço foi alto, e a qualidade do gado e pista eram excelentes. Esta é a primeira pista de laço coberta em que visito e fiquei abismado com toda a estrutura oferecida aos laçadores. Ainda não estive nas demais canchas cobertas do Brasil e por isso suponho que nenhuma delas deve ser superior a essa. Pode ser igual, superior só eu vendo para crer!

Dentro de cancha destaque para os laçadores Angelito Hernandez, Rick do Canto, Alessandro Dornelles e Lucas Forgiarini, que confirmaram a expectativa e bateram o recorde da cancha, e do Brasil, sendo jogadas 117 armadas sem errar, em uma única modalidade e sem reinscrições. Lembro que a organização do Duelo na pessoa de Brina Vicentin em nenhum momento concordou que os laçadores parassem a disputa, dividindo assim o título. O dinheiro podia ser dividido mais o título era pra um (1) laçador. De qualquer forma os quatro competidores que estavam na disputa se recusaram a prosseguir e assim são considerados os campeões do 2º Encontro Brasileiro. Sendo assim o título ficou dividido em quatro partes.



Angelito Hernandez – de Tupanciretã – RS, laçador novo de 18 anos de idade provou ser mais uma fera escondida nesse Rio Grande. Sua atuação foi impressionante e digna de aplausos.

Rick do Canto – Santa Maria – RS, o ultimo laçador a se inscrever no duelo graças a uma desistência, provou que tudo é possível quando se acredita nas oportunidades. Laçou muito também.

Alessandro Dornelles - Ibiaça - RS, gaúchão, campeiro, lidador, armada de longe, campeão da força baixa no primeiro duelo, mostrou estar em ótima forma. Desde de quando conheço sempre foi muito bom laçador. 

Lucas Forgiarini - Natural de Santa Rosa - RS, mora atualmente no litoral gaúcho. Lucas mostrou que sua vontade de vencer é maior que tudo. O laçador mais aguerrido de todos. Olha para o boi com fome de vitoria. jogou 117 armadas sem perder o foco. 

Na força baixa foram jogadas 58 voltas de laço para decidir os cinco campeões que embolsaram a premiação de R$ 10 Mil, R$ 2 mil para cada. Sendo os vencedores: Willian Dias, Gilson Santos, Silvio Neto, Thaian de Avila e Joélcio Andrade.

Duelo de Prendas: Nas prendas o show ficou por conta de Ariane Soares, Mariana Ciocari e Amanda Rossa. As três dividiram o titulo e o premio de R$ 5 Mil, após terem jogadas 31 voltas de laço. Ariane chegou perto de 100 armadas durante o evento sem errar. 91 precisamente. Amanda Rossa - PR também deu show. As duas laçaram o duelo aberto e classificaram na força alta. Laçaram mais que muito marmanjo. São feras!

Laço Duplas: Na Taça em duplas valendo R$ 5 Mil os campeões foram: Alan Soares e Thaian de Avila - Aquiles Pereira e Luan da Silva.

Curiosidades: 

  • Cássio Pianaro do parana não aceitou repartir em 8 laçadores. 
  • Depois aceitando o racha quando restavam 6 competidores. 
  • O racha aconteceu após a volta de numero 107. 
  • Edivaldo Oliboni também chegou no 1º racha do dinheiro. 
  • Juliano Souza laçou muito, jogou mais de 105 armadas, o que não foi suficiente para ganhar dinheiro na prova.

Pra encerrar gostaria de dizer a vocês, que esse tipo de laçada é essencial para o tiro de laço. Reunir os melhores laçadores do Brasil e distribuir generosas premiações é vital para o engrandecimento do nosso querido esporte, tradição e cultura. Como também os rodeios menores tem sua importância. Quanto mais eventos de todas as proporções tiver, melhor!

Abraço e parabéns a todos!!