Páginas

Publicidade Pampa Sul

Entrevistando vencedores com Gilmar Dos Santos

Hoje tenho a honra de entrevistar um dos maiores nomes de Santa Catarina, multicampeão em vários rodeios deste Brasil Gilmar Dos Santos. Sou fã do Gilmar, primeiro por sua qualidade como laçador, segundo por sua humildade e foco. Conheço o Gilmar a mais de 15 anos, e desde aquela época o mesmo laça em alto nível. Sempre com foco, aguerrimento e coragem. Não é atoa que possui vitorias inquestionáveis em sua carreira.

Publicidade
Confira a entrevista abaixo.

Nome: Gilmar Dos Santos.

Natural: Anita Garibaldi - SC.

Profissão: Domador e Treinador de cavalos para o laço.

Idade atual: 41 anos.

Idade que começou a laçar e como: Comecei com 10 anos de idade, incentivado pelo pai.

Títulos que gostaria de citar: O primeiro que vou citar foi o carro 0KM, ganho no rodeio do CTG Os Praianos, em 2003 ao lado de Adelar, e o outro sem dúvida foi Vacaria 2012 com Ricardo Kuczera, quando fomos campeões internacionais.

Currículo: Já ganhei vários carros e motos, mas não sei bem certo quantos foram.

Uma disputa, (um rodeio) inesquecível? Duas laçadas que me marcou muito, foi o primeiro carro que ganhei no Rodeio Internacional do CTG Os Praianos, e a disputa final do Rodeio Internacional de Vacaria 2012.

No meio do laço há alguma pessoa em especial que você admira? Um cara que admiro porque acho muito técnico, é Luciano Camargo – SP.

Uma equipe (de 5 homens) dos sonhos, na sua opinião? Gustavo Sartorelli – Alfredo do Carmo – Luciano Camargo – Luan da Silva e Joelcio Andrade.

Uma dica para quem está começando agora? Posição e boleada parelha, cavalo bom e muito treino.

Em quais estados brasileiros você já laçou? Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Goiás.

Há algum título em especial que ainda almeja? Ser bicampeão da Vacaria.

Me lembro de você ganhando rodeio, há 15 anos atrás. Naquela época você já era uma fera e hoje continua igual ou melhor. Qual a dica para se manter em alto nível por tanto tempo? Treino, aperfeiçoamento e técnicas novas. Essa é minha dica.

Você já disputou com Ari Correa, Aldori Delfino, Ademar Lima e hoje disputa com Alan, Thaian, Duzinho por exemplo. Como é disputar com essa gurizada nova? Dá para encara-los de igual para igual? Com certeza dá para encarar sim. Antigamente era tudo difícil, não tinha onde e como treinar. Hoje é bem mais fácil. Hoje tem as vacas do Mario Venturi que deixou a geração mais nova, com muito mais técnica que a antiga.

Considerações finais: Agradeço primeiramente a Deus e Nossa Senhora Aparecida, que eu tenho muita fé. Porque sem fé a gente não vai a lugar algum. E nós temos que encarar de frente nossos adversários da vida. Mais vale um homem focado do que um treinado.

Obrigado por me proporcionar de participar do seu Blog. Abraço fique com Deus.

Palavras de Gilmar dos Santos.

Nos que agradecemos esse ícone por falar conosco. Não pense você que ele está passado. Só neste ano Gilmar ganhou 2 carros e 1 moto no mesmo rodeio, em Cambará do Sul - RS.1 carro em Goias, no CTG Querência Goiana e foi vice campeão do Duelo Ricardo Kuczera, entre outros.


Um comentário:

  1. Me criei vendo essa fera laçando pra mim o maior de todos!! Além de bom laçador uma pessoa simples e humilde..

    ResponderExcluir

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis