Páginas

cabeçalho

Publicidade Pampa Sul

6º Duelo de Anita

campeã do 6º Duelo de Anita

Leidy Valmarques Festinalli é a Anita 2017


Laçadora de Cachoeira do Sul – RS, Leidy Festinalli foi a melhor entre as 122 competidoras (prendas) que participaram do 6º Duelo de Anita, que aconteceu neste final de semana, na cidade de Alfredo Wagner – SC. Veja como ficou as colocações do duelo:

1º Leidy Festinalli – RS
2º Tais Gonçalves – RS
3º Maria Eduarda – RS
4º Ariane Soares – RS
5º Bruna Eusébio – SC

Parabéns a todos!

18º Rodeio Nacional de Campeões

Seleção campeã nacional - RS
Terminou ontem, na cidade de Querência - MT, a 18º edição do Rodeio Nacional de Campeões. Evento é realizado pela CBTG em conjunto com todos os MTGs do Brasil. Neste encontro nacional cinco estados se fizeram presentes: RS, SC, PR, MT e Planalto Central. Dentro de pista as disputas foram acirradas e decididas no detalhe.

Destaque para a seleção do estado do Rio Grande do Sul que venceu a modalidade principal entre seleções adultas. Alias, se não me engano, o RS conquistou esse titulo pela 4º vez consecutiva, pois tinha ganho em Triunfo – RS (2011) – Jatai – GO (2013) – Piratuba – SC (2015) e agora Querência – MT (2017.) Segue os nomes que fizeram parte da seleção tetra campeã nacional: Ramon Barbosa, Denis Batista, Yuri Teixeira, Gustavo Grassi, Matheus Guaranha, Diogo Kruger, Ezequiel Medeiros, Lucas Peris, Rodrigo Moretto e Lucas Forgiarine.

Em segundo lugar ficou a seleção de Santa Catarina, composta por: Renato Guesser, Guto Vieira, Samuel Medeiros, Romolon Fernandes, Antonio Pereira, Nilmar Figueiredo, Diego Carvalho, Rodrigo Guesser, Junior Cordova e Josué Souza, com duas armadas atrás 85 a 83.

Individualmente destaque para Diego Carvalho – SC, campeão do Individual de peão - Felipe Trentini – RS, Braço de Ouro do Brasil e Neri Felipe – SC, Braço de Diamante desta edição. Nas prendas destaque para Amanda Rossa - PR, campeã do individual da modalidade.



Parabéns a todos!

Entrevistando vencedores com Vanderlei Vaz

Hoje trago uma entrevista exclusiva com Vanderlei Vaz, um campeão da dupla, individual e ex-campeão da Vacaria. Um dos maiores currículos do laço comprido, confira:

Nome: Vanderlei Vaz

Natural: Pilar do Sul - SP

Idade atual: 42

Idade que começou e como: Laço desde os 9 anos - comecei quando fui trabalhar no campo com meu pai, na lida com o gado. A partir daí comecei a laçar bezerros para curar e fui pegando gosto. Depois disso, a partir dos 12 comecei a laçar em torneios perto de casa.

Vacaria 2002
Títulos que gostaria de citar: Campeão do laço em dupla ao lado de Reni Soares, um amigo e irmão que o laço me deu, no Rodeio Internacional de Vacaria - RS (2002); Camionete no individual na cidade de Itaí-SP (1999), Bicampeão do Crioulaço ABCCC (2010 e 2011) junto com Ed Plens; Primeiro carro junto com Amanda no laço em dupla na cidade de Guareí-SP, (2015) onde estavam presentes as melhores duplas do Brasil.

Currículo: Mais de 2.000 títulos junto com as duas filhas no laço comprido. Já fui campeão em Porto Alegre, Ipê, Osório, Caxias do Sul, Gravataí, Portão, Tapejara, São João da Urtiga, Rolante, Esteio, Lomba Grande, Passo Fundo, Julio de Castilhos, Flores da Cunha, Antônio Prado, Imbé, Machadinho, Os Praianos, Barra Velha, Correia Pinto, Campos Novos, Joinville, Chapecó, Rio do Sul, Curitiba, Ponta Grossa, Telêmaco Borba (título inesquecível ao lado do meu ídolo e hoje grande amigo Sebastião Borges), Mandirituba, Canta Galo, Candói, Guamiranga, Sengés, Campo Largo, Almirante Tamandaré, Palmeira, Castro, Irati, Tibagi, Itaí, Paranapanema, Buri, Avaré, Angatuba, Bernardino de Campos, Pirajú, Óleo, Cerqueira César, Salto de Pirapora, Pilar do Sul, Capela do Alto, Itapetininga (campeão nacional laço individual - encontro de seleções), Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Araçoiaba da Serra, Sorocaba, Itatinga, Itararé, Iaras, Sete Barras, Registro, Santa Cruz do Rio Pardo, Fartura, Porangaba, Guareí, Araçatuba, Jataí-GO, Campo Grande, Ribas do Rio Pardo - MS, entre outros.

Uma disputa, (um rodeio) inesquecível? Ser campeão do laço Seleção, Individual e Ex- campeão na mesma edição do Rodeio Internacional de Vacaria, em 2004. Feito nunca realizado por um laçador em um rodeio da Vacaria.

No meio do laço há alguma pessoa em especial que você admira? Pompilio Ramos - na minha opinião, o melhor laçador do Brasil. De uma humildade sem medida e sempre junto da família. Um verdadeiro guerreiro.

E minha filha Amanda, sou com certeza o maior admirador dela, por ser uma guerreira. Me emocionou muito com a final da camionete no CLC, onde não pude laçar com Pedro que iria ser minha dupla, ela enfrentou a disputa e foi campeã no meio das feras, esse foi um feito histórico! Em breve a Fernanda vem aí, seguindo os nossos passos.

Uma equipe dos meus sonhos:
Alfredo do Carmo, Ed Plens, Reni Soares, Luciano Camargo e Vanderlei Vaz.

Uma equipe dos sonhos da atualidade?
Pedro Luís, Alan Soares, Thaian de Ávila, Pompilio Ramos e Duzinho Biazon.

Uma dica para quem está começando agora? Dedicação, fé e respeito!

Além de um grande laçador, você é um ótimo pai. Nos conte da satisfação de laçar e ter sua filha, Amanda Vaz, como parceira? Me sinto muito honrado por ela estar ao meu lado e dando continuidade na minha carreira. Eu amo laçar e ter minhas filhas e minha esposa ao meu lado é muito importante para mim. Minha esposa Claudineia sempre esteve ao meu lado, apoiando, incentivando e torcendo. É emocionante ver Amanda disputando de igual para igual com os melhores laçadores do país e conquistando títulos importantes, como a camionete no CLC em 2016, onde eu não pude laçar pois estava machucado e ela foi lá e conquistou. Também já esteve ao meu lado em conquistas importantes como o laço equipe em Rolante, em Jataí e diversos outros rodeios pelo Brasil. Hoje ela é minha parceira oficial do laço em dupla. Além da Amanda, também tenho a Fernanda, que hoje está com 15 anos e está se preparando e também me acompanha em todos os rodeios.

Em quais estados brasileiros você já laçou? RS, SC, PR, SP, GO e MS.

Você se sente realizado com o laço comprido? Há algum titulo que ainda almeja? Me sinto muito realizado e hoje agradeço a Deus pois todos os títulos que um dia sonhei em ganhar, com muita determinação e dedicação, eu alcancei.

Você um dos maiores campeões pode nos dar uma dica, um segredo. Como chegar bem, em alto nível num rodeio? Alguma preparação especial? O maior segredo é a determinação e o amor pelo que faz. Sempre fui apaixonado pelo laço e antes de pensar no prêmio que estava concorrendo, eu sempre senti prazer em laçar. É importante que sempre se tenha respeito pelas pessoas e acima de tudo muita humildade, pois de nada vale um campeão se junto com ele não andar a humildade. Ter muita fé, acreditar nos objetivos, muita força de vontade. O treino também é fundamental para chegar bem em um rodeio, e sempre ter muita calma e estar com o psicológico preparado para as finais, se preparar sempre para suportar a pressão das finais e não se importar com o nível dos demais competidores, e sim se concentrar em pegar um boi de cada vez, é o que falo para minhas filhas todos os dias!

Considerações finais: Agradeço ao Blog pela entrevista e pelo espaço para falar um pouco sobre minha história dentro desse esporte apaixonante que é o laço comprido, que já me deu muitos títulos, mas acima de tudo amizades para uma vida toda.

https://www.facebook.com/marcosvarellla
Publicidade
Sensacional a palavra dessa lenda, muito proveitosa mesmo. Me lembro bem de algumas disputas memoráveis como a de Rolante – RS, na Cabanha Liberdade, na laçada Milionária, quando Vanderlei e Ed Plens bateram Luciano Camargo e Alfredo do Carmo, na final, dando quase 50 voltas e conquistando a camionete 0KM. 

Esse é fenômeno. Um dos melhores que tive e tenho o prazer de ver laçar. 

Nos do BFL que agradecemos a entrevista. Muito obrigado!!

Entrevistando Campeões com Ricardo Aguirre

Aguirre em ação - créditos da imagem:Esporte Classe A
Depois de um longo tempo parado com as matérias sobre as histórias de laço do nosso Brasil, e dando continuidade nesse projeto, até porque foi nos que iniciamos. Hoje estarei disponibilizando um bate papo, com um dos maiores nomes do Laço Comprido Brasileiro: Ricardo Aguirre. Confira:

Nome: Ricardo Aguirre

Natural: Bofete – SP

Profissão: Laçador Profissional – Palestrante de cursos de laço, Fabrico vacas de fibra, Vaca parada e comercializo laços também.

Idade atual: 38 Anos

Como e quando você começou? Laço desde os 7 anos, comecei na Fazenda. Meu pai já laçava e foi ele quem me ensinou os primeiros arremessos.

Títulos que gostaria de citar: Campeão do Potro do Futuro 2007, em Campo Grande – MS, Bicampeão do Ouro, em Poconé, 2013/2015 -  e a Seleção no 5º Brasileirão, este ano em CG/MS.

Currículo: 5 Carros, 185 Motos e várias premiações em dinheiro $$.

Algum título que ainda almeja ganhar? O título que ainda almejo, é ser campeão em Vacaria e Os Praianos.

No meio do laço há alguma pessoa em especial que você admira? Um ídolo: Uma pessoa que admiro é Ramon Vieira (Ramonzinho) - MS. Meu ídolo desde quando vi ele, pela primeira vez laçando em Paranavaí – PR, em 1994.

Forme um quinteto, uma equipe dos sonhos, de todos os tempos?
Alan Soares – Pompilho Ramos – Silvio Neto – Benicio Warmling – Thaian de Avila

Uma definição, uma frase sobre o Laço Comprido? Um esporte apaixonante, onde mistura homem, cavalo e boi, uma dadiva. No gado mocho minha paixão, minha profissão.

Todos que lhe conhecem dizem que você é uma verdadeira fera, um dos maiores laçadores de gado mocho do Brasil. Nos conte um segredo, uma dica especial que você utiliza para laçar o gado mocho? Procuro usar laço sempre macio e leve, e jogar só o fundo da armada, ou o canto, como dizemos. E sempre com força. A mira é a orelha direita para os destros, e a orelha esquerda para os canhotos.


Brasileirão 2017,  Aguirre como capitão, campeão seleção de estados - MT

Ai esta a palavra de um dos maiores nomes do Laço Comprido brasileiro, de todos os tempos. Nos do BFL, te agradecemos Ricardo Aguirre. Foi uma verdadeira palestra esse bate papo com você. Que sem dúvida é um dos homens mais premiados e entendedor, da arte de laçar.



Prometo dar continuidade e fazer no minimo 2 entrevistas dessa por mês. Aguardem...


Mais um grande rodeio no litoral Catarinense

Uma das equipes campeãs - CTG Charrua
181 equipes se fizeram presentes no 16º Rodeio Crioulo do CTG Esteio da Tradição, realizado neste final de semana, em Barra Velha – SC. Na taça em duplas foram 400 inscrições. Números de um grande rodeio. 

Isso prova que o pessoal do litoral está carente de rodeios nesta época, pois os mesmos diminuirão bastante a frequência nos últimos anos. Quem está fazendo em Julho, está obtendo ótima resposta. Foi assim em Santo Amaro e agora em Barra Velha, quase 200 equipes.Tendência ou coincidência?

Dentro de cancha destaque para Aquiles Pereira e Alfredo do Carmo, Maico Leite e Michel Leite, campeões das duas principais laçadas, (Equipe e Taça.)

Veja abaixo os vencedores das principais modalidades:

Publicidade
Laço Equipe Força Alta:
1º Aquiles Pereira, Alex Cunha, Giliard Scaburi e Alfredo do Carmo
1º Leonardo Chavala, Michel Leite, Maico Leite e Nicolau Ribas
3º João Pedro Xexê, José Hiago, Celso Camargo e Junior Canhoto

Taça Eduardo José Borges – R$ 5 Mil:
1º Aquiles Pereira e Alfredo do Carmo
1º Rodrigo Alexandre e Edinho Schmitz
1º Michel Leite e Maicon Leite
1º Fernando Sartori e Felipe Cavalheiro

Taça em Equipes (sábado):
1º Silvano Correa, Carlos Alberto, Jerson Costa e Luiz Paulo
1º Diego, Natan, Jairo e Gilmar Santos



Parabéns a todos!!

17º Rodeio Crioulo do CTG Boca da Serra

Campeões laço equipes força alta
Terminou ontem na cidade de Santo Amaro da Imperatriz – SC, o 17º Rodeio Crioulo realizado pelo CTG Boca da Serra. Evento aconteceu com casa cheia, registrando a presença de 182 equipes. O público em geral lotou as dependências do parque, fazendo com que a festa acontecesse de forma brilhante. Os bailes foram com salão cheio.

Publicidade

Na parte campeira tudo transcorreu com naturalidade, sendo um rodeio muito bem conduzido e organizado pela casa: Não houve madrugadões, as finais foram em horário nobre, (domingo à tarde.) O horário de termino das provas campeiras foi bom, (as 17h30min.) O gado que correu foi de excelente qualidade. Tudo isso sendo realizado com inscrições ficha seca, como é de praxe no rodeio de Santo Amaro. Aliás só consegue manter-se organizado esse evento porque realiza seu rodeio desse modo, com ficha seca. Do contrário seria uma “laçação” sem fim, com esse número alto somado a qualidade dos competidores.

De parabéns os organizadores pela baita festa. Hoje Santo Amaro está entre os maiores rodeios do estado, graças a organização e a seu povo acolhedor, que prestigia e lota as dependências do parque.

Veja abaixo os vencedores das principais provas campeiras:

Laço equipe força A – R$ 9 Mil Total:
1º Thiago Souza, Gracilio Montibeller, Pericles Molina e Diego Carvalho – CTG Campestre Catarinense
2º Ivo Neto, Dudu Harger, Raniely Preve, Rafael Calegari – CTG Boca da Serra
3º Rafael Godinho, João Eder, Silvio Neto e Benicio Warmling – CTG Faz. Silva Neto
4º Siel, Beco, Murilo Esmeraldino e Elizandro Souza – CTG Beira Rio
5º Eder Schmitz, Delvino de Oliveira, Rodrigo Alexandre e Edinho Schmitz – CTG Eliseu Schmitz

Taça Rub Manoel Martins – R$ 1.500,00 Total:
1º Ivo Neto e Rafael Calegari
1º Thiago Souza e Pericles Molina
1º Gracilio Montibeller e Diego Carvalho

Taça Ângela Maria Schurhas – Uma Moto:
1º Eduardo da Cruz e Leandro Cruz
1º Lucas Forgiarine e Yure Teixeira
1º Diego Neves e Gustavo Lohn
1º Rafael Godinho e Benicio Warmling

Destaque do rodeio: Os melhores dentro de cancha foram os quatro laçadores da equipe de Urubici - SC – Thiago Souza, Gracilio Montibeller, Pericles Molina e Diego Carvalho, campeões da força alta em equipes e da primeira taça em duplas.
Ressalto, na atualidade não vejo equipe laçando mais que essa no Brasil! Piazada vem fazendo uma roçada na temporada 2017.




Parabéns a todos!

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis