Páginas

Adsense cabeçalho

Publicidade Pampa Sul

Resultados do 45º Rodeio Nacional e 14º Internacional do CTG Os Praianos

Campeões laço equipes força alta
Terminou hoje as provas campeiras do primeiro final de semana do 14º Rodeio Internacional do CTG Os Praianos. Foi um inicio de rodeio muito bom na parte campeira, sendo três dias agradáveis de sol e contando com a participação de 136 quartetos. Na Taça cidade de São José foram 300 inscrições. O evento segue até o próximo domingo dia 07 de maio. Veja abaixo o resultado desta primeira parte do evento:

Laço equipe força A:

1º Dudu Harger, Rodrigo Alexandre, Felipe Cavalheiro e Alex Cunha – CTG Charrua

2º Guilherme Coelho, Fabio Osvaldo, André Shurek e Rafael Porto – CTG Boca da Serra

3º Sidnei Luz, Ramon Izidoro, Erasmo e Jefinho – CTG Recanto do Peão

Laço equipe força B:

1º Rafael Godinho, João Eder, Silvio Neto e Benicio Warmling – CTG Faz. Silva Neto

1º José Alfredo, Adilvo Reneirt, Nito Dias e Rafael Dias – CTG Coração do Vale

1º Ivo Neto, Flavio Guilherme, Raniely Preve e Rafael Calegari – CTG Boca da Serra

Laço Equipe força C:

1º Anderson Pig, Jonathan Santos, Thiago Antonio e Vitor machado – CTG Os Praianos

Laço equipe força MTG:

1º Marcio Schroeder, Felipe e Marcio Junior Schroeder – CTG Figueira Velha

Taça Cidade de São José:

1º Rafael Godinho e Benicio Warmling – CTG Faz. Silva Neto
1º João Eder e Silvio Neto - CTG Faz. Silva Neto
1º Dudu Harger e Alex Cunha – CTG Charrua

Três competidores se destacaram nesse primeiro final de semana: Alex Cunha e Dudu Harger foram campeões das duas principais laçadas, (equipe e taça.) Silvio Duarte Neto foi campeão em três modalidades (Taça, equipe força B e Pai e filho.)



Não esquecendo que as duas maiores laçadas iniciam a partir de terça feira. É provável que o caldo engrosse ainda mais, no decorrer da semana...

Parabéns a todos!!

45º Rodeio Nacional e 14º Rodeio Internacional do CTG Os Praianos

Neste final de semana a partir do dia 28 de Abril, estendendo-se até 07 de Maio acontece o 45º Rodeio Nacional e 14º Rodeio Internacional do CTG Os Praianos, em São José – SC. O evento contará com várias atrações na parte artística e campeira. Confira abaixo a programação completa:

Programação campeira
Agenda de shows e bailes

Opinião BFL Super. Sincero: Particularmente achei a programação do 14º Rodeio Internacional modesta, principalmente a premiação. Eu esperava mais. Falo isto levando em consideração a grandiosidade e o nome que tem a entidade a nível nacional. Um exemplo é a Taça Trabalhador que acontece segunda feira (feriado,) sendo está R$ 900,00 de prêmio, para ser dividido entre três duplas ou menos. Isso é premiação de treino!

Nas duas principais laçadas do evento a premiação é mais generosa, sendo R$ 12 Mil na Taça CTG Os Praianos de pelotões, e R$ 20 Mil o total, do laço Duplas Internacional (Casas da Água.) Comparando com o Internacional passado a premiação está bem abaixo.

A boa noticia é que se gasta menos para laçar as modalidades desse ano. Menos prêmio, menos custo das inscrições. Sendo assim uma filosofia diferente dessa gestão, comparada com os antecessores. Haverá duas taças com custo de apenas (50,00 reais a dupla.) Quem reclama de inscrições caras. Esta ai a oportunidade.

De qualquer forma será um baita rodeio, contando com uma excelente estrutura. Sendo dez dias de festa, provas campeiras, gineteadas, danças, shows e bailes, entre outras atividades.

Estendo aqui o convite a todos!

Noticias do final de semana – Rapidinhas

Em Esteio – RS, na final nacional do Cavalo Crioulo, no Parque Assis Brasil, destaque para Alan Soares e Thaian de Avila, Aquiles Pereira e Luan da Silva, Anderson Silva (Nojo) e Marcos Leandro, campeões do Crioulaço na força alta, com 42 voltas, sendo a grande maioria na raia dos 60 metros. Três das melhores duplas do Brasil: Alan e Thaian sem comentários, Aquiles e Luan dupla qualificadíssima que está em ótima fase. Vem ganhando bastante. Nojo e Marcos Leandro, dupla de respeito e qualidade. Ficou em ótimas mãos esse titulo. Veja abaixo as cinco premiadas da força A:

1º Aquiles Pereira e Luan da Silva
1º Anderson Silva e Marcos Leandro
1º Alan Soares e Thaian de Avila
4º Rodrigo Rodrigues e Ricardo Astigarraga
5º Lucas Forgiarine e Iure Teixeira

Em Ponta Grossa – PR, no 20º Crioulaço da Cabanha Rio Bonito, destaque para os irmãos Pianaro (Cássio e Cicero Pianaro,) campeões de dois carros zero KM. Um na laçada da marca dos machos, e outro nas fêmeas. Veja abaixo os vencedores:

Laçada da marca Fêmeas:
1º Cassio Pianaro - PR
1º Cicero Pianaro - PR
1º Luciano Camargo – SP

Machos:
1º Cassio Pianaro - PR
1º Cicero Pianaro - PR
1º Pedro Luís - SP



Parabéns a todos!!

41º Rodeio Crioulo Nacional do CTG Chaparral é cancelado em Joinville - SC

Evento é um dos mais populares do estado e ocorre há mais de 40 anos, não será realizado em 2017.


A 41º edição do Rodeio Crioulo, que ocorreria neste ano, não será realizada em Joinville – SC. De acordo com comunicado oficial do CTG Chaparral, o evento será cancelado por "falta de segurança jurídica", "quantidades de alvarás" e "falta de apoio" por parte das empresas públicas e privadas.

No ano passado, na 40ª edição, os organizadores do rodeio, um dos mais importantes de Santa Catarina, tiveram de fazer um acordo com a Justiça e o Ministério Público que permitiu a realização das provas com animais. Evento vem sofrendo a dois anos com ONGs que defendem a não realização de rodeios em Joinville. Cerca de 40 mil pessoas passaram pelo rodeio no ano passado.

Confira nota oficial dos organizadores do evento:

Comunicado:

O CTG CHAPARRAL comunica que não realizará o 41º RODEIO CRIOULO NACIONAL de Joinville – SC.
Tal evento foi realizado por mais de quatro décadas, todavia neste momento somos obrigados a oficializar ao público catarinense a impossibilidade da realização neste ano de 2017.

Os motivos são vários:

01- Falta de segurança jurídica, pois todos sabem que o CTG Chaparral vem sofrendo há mais de dois anos com ações judiciais por parte de ONGs de proteção de animais dos quais, todas as ações impetradas foram ganhas pelo Chaparral, provando não existir nenhum tipo de maus tratos aos animais e nos dois últimos anos tivemos fiscalizações por parte da CIDASC, Policia Ambiental, Secretaria do Meio Ambiente de Joinville - SEMA e Policia Militar, onde também constataram nenhum tipo de agressão ou maus tratos;

02- Quantidades excessivas de alvarás e custos altíssimos para legalização de um evento tradicional e cultural em Joinville, as leis de isenções não estão mais em vigência, fiscalizações rigorosas e exigências tributárias não condizentes com a realidade de outros municípios, tornando qualquer evento rural, tradicional e cultural completamente deficitário por falta de uma legislação mais condizente com a realidade das entidades de utilidade pública;

03- A falta completa de apoio por parte dos órgãos públicos e das empresas privadas e das reguladoras das atividades tradicionalistas Gaúchas de Santa Catarina e Brasileiras, inviabilizando qualquer desejo de manter estes eventos vivos, como todos sabem a indústria do turismo e de eventos geram empregos, rendas, entretenimento, lazer e o rodeio especificamente gera um ambiente sustentável, harmônico, totalmente familiar e muito saudável;

Hoje em Joinville, a tradição gaúcha e os eventos equestres são muito apreciados pela população, para tanto são inúmeros CTGs, Piquetes, Grupos Folclóricos, Cursos de danças, bailes e shows que movimentam uma significativa parcela da cidade, gerando uma movimentação econômica considerável, pois o MTGSC (Movimento Tradicionalista Gaúcho de Santa Catarina) fez um estudo sócio econômico recentemente e chegaram a um valor de mais de 1 Bilhão de Reais/ano de movimentação econômica no Estado, provando a importância do segmento no contexto geral.

O mesmo podemos dizer que, com a não realização do 41º Rodeio Crioulo Nacional do Chaparral a cultura vai perder muito espaço e gerar uma insegurança aos demais promotores de eventos, pois nos últimos anos o CTG Chaparral acumulou um grande prejuízo decorrente das tentativas de interdições, fiscalizações e liminares concedidas horas antes da abertura do parque de Rodeios.
Ora, o CTG Chaparral sempre primou pelo zelo com cultura, com os animais, com as famílias e principalmente com as pessoas tradicionalistas que vem de diversos recantos do País e de países vizinhos e sempre realizamos nossos Rodeios dentro da lei, pagando os tributos e alvarás necessários para a segurança dos promotores bem como dos visitantes. Portanto é com muita tristeza que comunicamos que o 41º RODEIO CRIOULO NACIONAL DE JOINVILLE e os demais, não serão realizados, até que tenhamos uma legislação que nos traga segurança e condições de realizá-lo novamente.

CTG Chaparral

Opinião BFL: Está feia a coisa. Está difícil de fazer rodeio, tamanha são as burocracias. Evento de Joinville é mais um, entre os cancelados desse ano, se juntando a Porto Alegre e Osório, que também anunciaram o cancelamento de suas festas.


Espero que as autoridades encontrem uma solução. A maior cidade do estado não pode ficar sem esse tradicional rodeio!

Notícias do final de semana - Rapidinhas

Na cidade de Santa Cicília – SC, no 1º Duelo LASA pecuária, os vencedores da força alta do Individual foram: Thaian de Avila e Edinho Schimtz. Os dois laçadores repartiram a premiação e título. Na força B os vencedores foram: José Felipe Gomes e Donizete Borges (Lobinho.) Na força C, Hodacir Guesser foi o campeão.



Na cidade de Paulo Lopes, onde aconteceu o 1º Rodeio Crioulo do CTG Vida e Alma Campeira, destaque para Diego Neves e Rafael Calegari, campeões da Taça Cabanha Belino e laço equipes força alta. Veja abaixo os campeões das duas principais laçadas:

Laço Equipes Força Alta:

1º Ricardo Norberto, Evandro Filho, Diego Neves e Rafael Calegari – CTG Boca da Serra

Taça Cabanha Belino força A – R$ 3 Mil:
1º João Agenor e Luiz Guilherme
1º Diego Neves e Rafael Calegari
1º Vilmar Pereira e Valmir Pereira


Parabéns a todos!!

1º Rodeio Crioulo do CTG Vida e Alma Campeira

Neste final de semana a partir de sexta-feira dia 14, tem o 1º Rodeio Crioulo do CTG Vida e Alma Campeira, que será promovido no parque de exposições da Cabanha Belino, na localidade de PenhaPaulo Lopes – SC. A premiação divulgada pagará em torno de R$ 10 Mil em prêmios, durante os três dias de festa e somando todas as modalidades.

A família Belino através do Blog deixa o convite a todos, e promete oferecer:
  • Cancha de excelente qualidade
  • Gado selecionado
  • Acampamento gratuito
  • Gastronomia
  • E Baile
Segue abaixo a programação detalhada do evento:

Coloque a farda gaúcho e participe!!

38º Rodeio Crioulo Nacional do CTG Do Preto

Campeões laço equipes força alta
Terminou ontem em Pescaria Brava – SC, o 38º Rodeio Crioulo Nacional do CTG Do Preto. Segue os números do evento: 150 equipes, 500 duplas na Taça Cidade, 70 inscrições nos QM e Paint Horse e 40 inscrições na dupla Extra.

Tirando o tempo que não ajudou, foi uma grande festa. Na minha opinião o rodeio do CTG Do Preto é um dos melhores do estado. É só olhar a estrutura e gado que são disponibilizados aos visitantes. O gado mesmo foi um espetáculo. E a estrutura também, contando com arquibancada coberta, tendas no brete de solta e área de acampamento extensa e verde. Para coroar o evento o mesmo foi encerrado antes das 17h. Parabéns aos organizadores pela competência!



Dentro de cancha o nível dos competidores presente foi alto, porem o aproveitamento e a quantidade de armadas foi baixo. Muito em razão das condições climáticas: Chuva, barro e vento. Onze equipes classificaram na força alta com 11 e 12 armadas positivas e com três voltas cheia na final saiu os campeões sozinho, dos R$ 6 Mil. As demais modalidades seguiram esse roteiro. Foram necessárias 12 voltas na final para decidir os campeões da Dupla Extra, valendo R$ 7 Mil. Na Taça Cidade de Pescaria Brava após a classificatória foram 9 voltas. Na Taça Rancho MG (Individual) foram 20 voltas no gado aspado, e 5 no gado mocho, totalizando 25 armadas.

Veja abaixo os principais campeões do 38º Rodeio:

Laço Equipe força alta – R$ 6 Mil:
1º Leonardo Jacob, Robson Warmling, Fabricio Matos e Helio Chaves – CTG Campestre Catarinense – Urubici – SC.

Laço Equipe força B – R$ 3 Mil:

1º Renato Antunes, João Eduardo, Maicon Cardoso e Marcos Martins – CTG Cidade Azul – Tubarão – SC

Taça Dupla Extra força alta – R$ 7 Mil:

1º Jurandir Araújo e Tiago Soares – CTG Faz. Campo Alegre – Palmas – PR

Taça Dupla Extra força baixa – R$ 3 Mil:

Guilherme e Jean Rotta - SC

Taça Cidade de Pescaria Brava – R$ 3 Mil + um potro QM:
1º João Eder e Silvio Neto
1º Samuel Recco e Guto Vieira
1º Regis Ramos e Matheus Cechinel
1º Ivo Neto e Alexandre Heen

Taça Rancho MG – QM e Paint Horse – R$ 3 Mil + potro:

1º Diego Carvalho – Urubici – SC

Como destaque cito o laçador Tiago Soares de Palmas – PR, campeão da dupla extra e um dos finalistas da taça Rancho MG, repartindo a mesma. Diego Carvalho campeão desta taça também merece nosso destaque, afinal foi o melhor competidor do individual.


Parabéns a todos!!

Narradores, MTGs e Federações

O último caso foi de Éder Azeredo julgado agora no mês de Março. Éder a exemplo de Sassá Leite e Bira Gomes, perdeu sua ação movida contra o MTG-RS, que havia o penalizado por narrar eventos de outras entidades tradicionalistas, no caso (eventos da Federação Gaúcha de Laço.) Veja a matéria no site do MTG-RS: http://www.mtg.org.br/noticias/194

Opinião BFL Super Sincero: Acompanho essa lida de longe desde o início, e na minha opinião este foi um meio jurídico que o MTG-RS encontrou de dificultar os eventos da FGL. O MTG é o pioneiro da tradição gaúcha e com receio de perder terreno para a nova entidade que se formava, achou um meio de secar a fonte que brotava.

Com todo respeito ao MTG-RS que é de suma importância para a tradição, mais penso que essas punições aos narradores e profissionais são desnecessárias. O profissional narrador deve ter o direito de exercer sua função onde for contratado (Federações, MTGs, Associações e afins.) 

Quem pode mudar esse cenário é o próprio departamento de narradores, alterando o artigo que estabelece a exclusividade dos membros para narrarem somente rodeios realizados por entidades filiadas ao MTG. Quer dizer: Se seguir esse artigo a risca nenhum narrador filiado ao movimento pode trabalhar em eventos de outras agremiações. O que prejudica a eles (narradores) próprio. E como fica a situação de narrar em outros estados?

Os patrões de CTGs também podem e devem pressionar o movimento e departamento. 

Infelizmente essa briga virou politica, e política no Brasil quase sempre envolve interesse. Eu como espectador e participante de rodeios gostaria de uma conciliação entre as partes envolvidas (MTG-RS e FGL.) O laço ganharia com isso!!



Banner responsivo

Banner grande celulares moveis