Páginas

cabeçalho

Publicidade Pampa Sul

31º Rodeio Internacional da Vacaria, Crônica

A magia da Vacaria


Estive acampado durante 12 dias, no Parque Nicanor Kramer da Luz prestigiando e participando da copa em sua 31º edição.

De fato foi um lindo rodeio, que reuniu visitantes, culturas e participantes de todo Brasil. Como diz o bordão: Vacaria é diferente. Diferente porque é, o maior rodeio de laço comprido do planeta. Ganhar lá, não há dinheiro que compre. Mais de 580 duplas estiveram presente almejando ganhar um troféu do Rodeio Internacional. Quase todas fizeram uma preparação especial em busca desse sonho. Diante dessas circunstancias o combate entre as forças era inevitável. Bom para o rodeio, melhor ainda para os espectadores, que puderam presenciar disputas e cenas memoráveis de mais um capítulo da magica Vacaria.

Analise Campeira


A organização do evento feita pelos seus promotores na parte campeira foi impecável, sendo usado sempre o bom senso em suas decisões. Pra se ter uma ideia em dez dias de rodeio, em nenhum dos dias foi usado o recurso de encurtamento de raia nas disputas. O gado disponibilizado para correr, foi parelho e de ótima qualidade, sendo possível implantar a armada cerrada sem prejuízo aos laçadores.

Os melhores dentro de pista


Dentro de cancha destaque para Renan Simão e Josué de Souza, que foram bi campeões consecutivos 2014 /2016. Aliás Josué fez as últimas três finais do laço duplas força A, em Vacaria. Pois em 2012 ficou com o vice ao lado de Lucas Forgiarine. Realmente impressionante o desempenho desse grande laçador.

Rudah dos Passos e André Machado - também foram muito bem no rodeio, chegando em três finais e vencendo duas delas (Taça RBS/TV, Laço Dupla Força B.)

Alan Soares e Thaian de Avila - Também chegaram em três finais de duplas e venceram duas (Taça Firmino Branco, Crioulaço.) Alan venceu ainda no laço dupla de irmãos e pai e filho, levando quatro troféus para casa.

Fatos Inusitados

Alguns fatos inusitados aconteceram ontem durante as finais.

  1. O primeiro deles foi a forte chuva que caiu durante o dia. 
  2. No laço duplas força C, o premio era para ser dividido entre as ultimas seis duplas ou menos, mais acabou ganhando apenas uma, sozinhos. Tendo oito duplas na volta e apenas uma delas pegando 100% das armadas.
  3. Na força B, não foi diferente. A camionete era pra dividir nas ultimas quatro duplas ou menos. Acabou sendo dividida em apenas três.
  4. Verdade que o gado era xucro e a cancha estava embarrada, mais será que foi só isso??
Veja abaixo os campeões das principais modalidades:

Laço Dupla Força A – Uma Picape Ford Ranger:

1º Renan Simão e Josué de Souza – CTG Do Preto – Pescaria Bravo/SC

Laço Dupla Força B – Uma Picape Strada:

1º Rudah dos Passos e André Machado – RS
1º Marcio Orso e Marcos Orso – RS
1º Vinicius Reginato e João Brunetto – RS

Laço Dupla Força C – Um carro:

1º Mauricio Boeira e Dieson Rodrigues – RS

Crioulaço - R$ 50 Mil:

1º Rafael Godinho e Benicio Warmling - SC
1º Claiton Silva e Cristian Furlan - RS
1º Alan Soares e Thaian de Avila - RS

Taça RBS – Um carro:

1º Rudah Dos Passos e André Machado – RS

Taça Sr: Firmino Branco – Um carro:

1º Genaurinho Cortes e Alfredo do Carmo – RS
1º Alan Soares e Thaian de Avila – RS
1º Gilson Santos e Geferson Lopes – RS
1º Geovani Teixeira e Eduardo Wolmer – PR
1º Fernando Mendes e Oliverio Neto – RS
1º Daniel Cunha e José Felipe – SC

Laço Individual Milionário Força A – R$ 27 Mil:

1º Juliano Souza – RS
1º Gracilio Montibeller – SC
1º Luan da Silva – RS
1º Gustavo Sartorelli – SP
1º Eduardo Wolmer – PR

Laço Milionário Força B – R$ 9 Mil:
1º Raniele Preve – SC
1º Romolon Fernandes – SC
1º Tobias Lima – RS
1º Rafael Melo - RO
1º Ibi Riguer – RS
1º Mario Neto - RS

Taça em Quartetos – Um reboque:

1º Ricardo Kuzcera, Junior Paulista, Cicero Pianaro e Gilmar dos Santos – PR

Seleção de estado:

Rio Grande do Sul

Parabéns a todos e até 2018!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis