Páginas

cabeçalho

Publicidade Pampa Sul

Vote sim, se quiser apoiar os rodeios como patrimônio cultural imaterial do Brasil




(Do Dr. Capitão Augusto) Eleva o Rodeio, bem como suas manifestações artístico-culturais, à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil. O Congresso Nacional Decreta:

Art. 1º Esta lei eleva o Rodeio, bem como suas manifestações artístico culturais, à condição de patrimônio cultural imaterial do Brasil.

Art. 2º O Rodeio, bem como suas manifestações artístico-culturais, passam a ser consideradas integrantes do patrimônio cultural imaterial do Brasil.

 Art. 3º Para efeitos desta lei, consideram-se patrimônio cultural imaterial do Brasil:
I – montarias;
II - provas de laço;
III - apartação;
IV - bulldog;
V - provas de rédeas;
VI - provas dos Três Tambores, Team Penning e Work Penning
VII - vaquejada;
VIII - paleteadas;
IX - e outras provas típicas, tais como Queima do Alho e concurso do berrante, bem como apresentações folclóricas e de músicas de raiz.

Art. 4º Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.


JUSTIFICAÇÃO 

Rodeio é uma atividade que provém de atividades de trabalho das fazendas. É praticado em vários países do mundo principalmente onde há uma pecuária acentuada tais como Estados Unidos, Austrália e Brasil. Mas também é praticado no Canadá, Itália, França, México e em vários países da América Latina.

O que é praticado na zona rural foi "transportado" para as arenas, transformado em esporte e por consequência passou a ter regras, nas quais o Bem Estar Animal é prioridade máxima.

Há duas Leis Federais sobre o assunto:

1) 10.220 de 11.04.2001 - Considera o peão (prefiro o termo competidor) de rodeio Atleta Profissional.

2) 10.519 de 17.07.2002 - Normatiza a Promoção e Fiscalização da Defesa Sanitária Animal.

Pessoal, no meu entendimento esse projeto e essa votação tende a defender a realização dos rodeios e atividades relacionadas, conforme estão citadas acima. Se votar sim estaremos contribuindo com o projeto. 

Se votar não, estaremos dando oportunidade aos ambientalista que querem proibir os rodeios e eventos similares. Conforme emenda abaixo do Deputado Federal Ricardo Tripoli. 

Projeto 2086/2011

Se tiver duvidas é só clicar nos links. 

A história da família Guesser, no mundo dos rodeios

Rodeio Internacional da Vacaria 2014 - campeões laço quarteto
Em mais uma matéria visando resgatar a historia, hoje levo ao conhecimento dos leitores a tradicional família Guesser. 

O Patriarca Antônio Guesser e idealizador do primeiro CTG da Família formou sua equipe em 1978 com seus cinco filhos: Alinor, Adelmir, Álvaro, Antônio Jr e Renato Guesser. Com intuito de encontrar amigos e preservar a tradição que é passada de pai para filho na família.

Nos anos 90 e 2000 a equipe principal era formada por Renato Guesser, Joelcio Guesser, Hodinei Guesser e Honeide Guesser. Uma equipe consagrada na região e no estado com rodeios inesquecíveis como aquele rodeio em Jaraguá do Sul/SC em 1998, com duas (2) motos ganha. Ou em São Cristóvão do Sul/SC na Festa da Ovelha em 2004, com 290 equipes e o primeiro lugar é até hoje lembrado no CD do narrador Gilberto Brito Júnior, com emoção.

Foram vários prêmios em equipe conquistados por esta formação do CTG Mangueira da Amizade na época, muitas duplas e individuais também. Títulos de Seleções Brasileiras com Renato, Joelcio, Hodinei e Honeide Guesser.

Nos dias de hoje a tradição se mantém viva na família com os descendentes de Antonio Guesser. Os seus filhos, netos e bisnetos continuam seus ensinamentos e dão sequencia a tradição. O CTG Mangueira da Amizade é liderado nos dias atuais por Adelmir, Alinor e seus filhos e netos. Já o recém criado CTG Tropeiros do Laço pelo Patrão Almir Fernandes, Renato Guesser, Antônio Guesser Jr., Álvaro Guesser e seus filhos e netos.

Equipe Destaque, CTG Tropeiros do Laço

A Equipe Destaque do CTG Tropeiros do Laço foi formada em 2013 com a chegada de Joelcio Guesser substituindo as primeiras formações e composta por Renato Guesser e seus dois filhos, Emerson Guesser e Rodrigo Guesser. Renato o mais experiente e consagrado faz da liderança sua marca registrada. Almir Fernandes é o Patrão do CTG e Edilson Ramos (braço de Diamante do Paraná) e Pompilho Ramos atual (Braço de Ouro,) já fizeram parte da entidade. 

Rodeio Nacional de campeões Piratuba/SC 2015 - 14 troféus conquistados
Os quatro componentes da equipe são natural de Timbo Grande/SC. Renato Guesser, escreve sua história com o laço há mais de 35 anos e vários são os prêmios e títulos ao longo desses anos. Mas destaca suas participações em Seleções Brasileiras como as mais importantes e emocionantes, sendo no total sete (7) participações.

Emerson Guesser - campeão brasileiro de pai e filho e dupla de irmãos 2015
Emerson Guesser, cita entre os prêmios que já ganhou, como mais emocionante de sua carreira, o título de campeão de uma (1) camionete zero KM aos 12 anos ao lado do seu irmão Rodrigo, parando com a dupla Alan e Thaian do RS em 2010 na Fazenda San Rafael em Coronel Vivida/PR.

Edilson Ramos e Rodrigo Guesser - Vacaria 2012
Rodrigo Guesser, tem títulos importantes ao lado do seu irmão, como carros, motos e também um Cruzeiro de Navio conquistado no Rei do laço em 2014 na Fazenda Felisbino. Mas como mais emocionante ele cita: O Rodeio Internacional da Vacaria 2012, Campeão de um Carro zero KM (força B) juntamente com Edilson Ramos.

Joelcio Guesser - campeão brasileiro do individual e braço de prata 2015
Joelcio Guesser, acumula títulos importantes em dupla ao lado de Honeide, Hodinei, Hodacir e Renato Guesser. Campeão do primeiro Taura do Laço em 2012. Joelcio escolhe como favorito os títulos de Brusque/SC em 2006 no laço equipes, ganhando um (1) carro zero KM, (ao lado de Honeide Guesser, Marcelo Wolfart e Lindomar Carneiro), e também o inesquecível título Brasileiro de Braço de Prata 2015 conquistado no ultimo Rodeio de Campeões.

Durante o ano de 2014 a equipe venceu rodeios como: Vacaria, Coronel Vivida/PR, Campos Novos/SC além de classificar seus quatro (4) componentes na seleção estadual, sendo todos campeões estaduais em suas respectivas categorias.

Em 2015 no Rodeio de Campeões que aconteceu em Piratuba/SC a família Guesser conquistou 14 troféus e títulos nacionais, como: Pai e Filho, Dupla de Irmãos, Individual de Peão, Braço de Prata, entre outros.


Falando em laço no estado catarinense devemos reverenciar a família Guesser. Essa tem historia pra contar.

GADO MOCHO É COM ELES

Campeões Individual Milionário - Eder Barbosa, Gabriel Lopes e Thiago Cardinal
Após o encerramento do 3º Brasileirão, realizado em Campo Grande/MS, vamos analisar os resultados que a cancha nos mostrou, durante os cinco dias de rodeio. Pois lá estavam os melhores e mais laureados laçadores do Brasil, reunidos na disputa de uma premiação superior a R$ 150 Mil. Essas disputas foram realizadas a maioria delas em gado mocho. Veja os nomes que se destacaram e vão receber o rótulo de “Os reis do gado mocho:" 

Eder Barbosa (SP) foi o destaque do rodeio vencendo três modalidades: Duplas, individual milionário e taça de bronze em quinteto.

Alan Soares (RS) foi genial, sendo ao lado de Eder os melhores do rodeio. Pois o mesmo venceu nas duplas (chegando com três vidas),brasileiro por estados com o RS e raspada de quarta.

Thiago Cardinal (MS) aparece sendo o melhor laçador do estado anfitrião do evento. Thiago foi um dos vencedores do individual milionário valendo um carro zero KM.

Rudah Dos Passos (RS) teve ótima atuação e mostrou mais uma vez porque é considerado um dos melhores do Brasil. Venceu nas duplas (com duas vidas) e brasileiro por estados, com o Rio Grande do Sul.

Gregory Lucietti (MT) foi muito bem nas duplas da camionete, sendo o único representante da região centro oeste a chegar na laçada.

Thaian de Avila (RS) Eleito melhor do ano em 2014, manteve a regularidade e venceu três provas junto com seus companheiros: Duplas, brasileiro por estados e raspada de quarta.

Gabriel Lopes (RS) Excelente laçador de longa data, mostrou que está em boa fase. Ajudou o RS vencendo o Individual Milionário.

Na briga dos estados, Rio Grande do Sul foi melhor com larga vantagem vencendo as principais laçadas, inclusive o Brasileirão de seleções 2015. Seguido por São Paulo e Mato Grosso do Sul que também tiveram boa participação.


Veja abaixo os principais resultados:

Brasileirão - Seleções de estados:

1° Rio Grande do Sul - Rodrigo Moreto, Gilson Santos, Rudah Dos Passos, Alan Soares e Thaian de Avila

Laço Dupla Força A - camionete:

Eder Barbosa e Gregory Lucietti - SP/MT 
Alan Soares e Thaian de Avila - RS
Rudah Dos Passos  e Alan Soares - RS (c/ duas vidas)

Laço Dupla Força B - Carro:
Luan Pereira e André Junior - MS

Taça de Ouro - Quinteto - Uma moto:
Lourenço Correia, Sandro Danguy, Lucas Azevedo, Fernando Triches e Ramonzinho - MS

Taça de Prata - Quinteto - Uma moto:
 Edmauro Furtado, Rafael Abate, Clarindo Abate, Renan Abate e Doca - MS

Taça de bronze – Quinteto:

Eder Barbosa, Gregory Lucietti, Keke Maravilha, Zé Caloi e Gustavo Sartorelli - SP/MT

Amazonas:

Amanda Rossa - PR

Individual Milionario - Um carro 0KM:

Thiago Cardinal - MS, Eder Barbosa - SP, Gabriel Lopes - RS

Parabéns a todos.

Primeiro Leilão Elite da Serra

A parceria firmada entre as Cabanhas Lagoa do Sol, Passo Velho, Fronteira Espinilho, Fundo da Ronda, Cambajuva, Estância do Caverá, e CTG Boca da Serra, realizará o 1° Leilão Elite da Serra. O evento acontecerá no sábado, dia 04/07/2015 às 20h00min horas, junto ao 16º Rodeio Nacional e Festa do Frescal. O mesmo será conduzido pela Serrano Remates.

Os compradores concorrerão a premiação de R$ 10 mil. Divididos em R$ 5 mil para laçada dos proprietários/filhos/netos, e R$ 5 mil para a laçada aberta.

A disputa da premiação será realizada junto ao 3º Rodeio Internacional do CTG Boca da Serra, em 2016.

A oferta contará com animais domados e “amanunciados”. Confiram o catálogo abaixo.
Contamos com a presença dos amigos e investidores.

Maiores informações: (49)9980-1912 Hernani, (48) 9981-9202 Túlio, (48)9989-0843 Marcelo Marchezan

Três duplas são as vencedoras da camionete no 3° Brasileirão

Eder Barbosa e Gregory SP/MT, Alan Soares e Thaian de Avila RS, Rudah dos Passos e Alan Soares RS “com duas vidas”
Foto:Ariane Soares

Terminou agora a pouco a principal laçada do 3° Brasileirão de Laço Comprido, que está acontecendo na cidade de Campo Grande/MS. Foram dois dias intenso de laço para decidir essa prova que premiava os vencedores com uma (1) camionete zero KM. Foram 53 voltas de laço, para que houvesse acerto entre as três, que de fato ficaram com o titulo, sendo eles: Eder Barbosa e Gregory Lucetti - Alan Soares e Thaian de Avila - Rudah dos Passos e Alan Soares, com duas vidas. Dos cinco vencedores, três (3) deles são oriundos do Rio Grande do Sul, um (1) de São Paulo e um (1) do Mato Grosso.

O resultado apresentado confirma a ótima fase dos laçadores: Alan foi o melhor em cancha, chegando com três vidas. Thaian ganhou essa modalidade pela segunda vez consecutiva, pois havia ganhado ano passado. Rudah mostrou que laça de igual para igual com os dois laçadores acima citados. 
Eder laça a mais de dez (10) anos em alto nível, e nessa temporada está voando. Gregory mostrou que é fera, e tem laço para escorar os melhores do Brasil.

Parabéns a todos...

Amanhã segue as demais modalidades.

3° Brasileirão de Laço Comprido

Começa quinta feira dia 18, na cidade de Campo Grande/MS o 3° Brasileirão de Laço Comprido, organizado e promovido pelo CLC, (Circuito de Laço Comprido).

Se eu tivesse que ranquear esse evento, colocaria entre os dois (2) melhores do ano e explico por que: Serão aproximadamente R$ 150 Mil em prêmios. Nível de laço altíssimo, estando lá os melhores competidores do Brasil. Estrutura oferecida acima da media.(Parque do Peão) sendo cancha coberta e gado em abundância. Outro diferencial, será as disputas, realizadas a maioria delas em gado mocho. Exigindo assim o máximo dos competidores. Contando com os fatores acima citados ao seu favor, o 3° Brasileirão de Laço Comprido está fadado ao sucesso! Antes mesmo de começar.

Se quiserem deixar um palpite, deixo aqui a seguinte pergunta. Quem será o “Rei Dos Mochos”?
Premio laço dupla Força A

24° Rodeio Crioulo CTG Fazenda Eliane

Quarteto de Barra Velha/SC,  vence laço equipes força A

Campeões laço equipes força A
Terminou hoje por volta das 16h30min na cidade de Tijucas/SC o 24° Rodeio Crioulo, promovido pelo CTG Fazenda Eliane. Foram três dias de festa, sob tempo fechado e chuvoso. Mesmo com barro (65) equipes estiveram presente. 

Dentro de cancha decorrente do barro as disputas foram decididas com facilidade. Na laçada principal e mais aguardada, o laço equipes força A, quem venceu foi o quarteto da cidade de Barra Velha/SC, formado por: Ederson Quintino, Juca da Rata, João Maba e Adelar  Dos Santos. Veja abaixo os demais resultados.

Troféu Pedro Neves e Paulinho do Mercado - Duplas R$ 3 Mil:

Junior Canhoto e Carlos Henrique
Bruno Matias e Alex Cunha
Robson Schinaider e Ian Schinaider
Claudio Junior e Igor Cavalheiro

Troféu Paulo Cesar Lemos - Quarteto - Um Touro PO:

Rafael Godinho, João Eder, Aquiles Pereira e Benício Warmling

Parabéns a todos...

Opinião: 36° Rodeio Crioulo Nacional CTG Do Preto

Tempo bom e agradável. Premiação boa e inscrição barata foram os diferenciais do Rodeio de Pescaria Brava/SC

cancha de laço

Como se diz na linguagem dos promotores: O primeiro patrocinador de um evento é o tempo. Nesse quesito São Pedro foi generoso, agraciando o rodeio com quatro dias de sol e temperatura agradável. Os demais pontos positivos foram: Área de acampamento excelente, verde, com sombras favorecendo o ambiente familiar. Cancha de laço em boas condições, nivelada, macia e com areia. Premiação boa e bem distribuída. Preço das inscrições baixo, quase impraticáveis nos dias atuais, sendo sessenta reais (60,00) para laçar por um carro, uma moto e mil na laçada principal. Gado bom, se desparelho faz parte do charme do evento de Pescaria Brava, é da cultura do CTG Do Preto há décadas correr gado nelore, charolês, zebu, entre outros. Os competidores estão laçando muito, é bom dificultar um pouco. Qualidade dos laçadores presente acima da media. Numero de participantes alto, foram 377 duplas sendo ficha seca.

Esse numero alto de participantes foi um dos motivos na perca de controle do evento. Acarretando assim alguns pontos negativos, como: Gado cansado nas finais de domingo. Horário de termino da laçada principal tarde, mesmo começando as 15h00min a mesma acabou terminando por volta das 00h00min de segunda. O certo era ter colocado um lote de gado descansado, exclusivo, somente nas finais.


Acabou tarde é verdade, mesmo assim foi um bom rodeio.




Três duplas foram as campeãs do carro em Pescaria Brava

Gilbraz Veloso e Leandro Rafaeli, Alis Dos Santos e Ademar Lima, Renan Simão e Juninho Simão, venceram o laço duplas força A.

Campeões do carro zero KM
Terminou hoje por volta das 00h00min o 36° Rodeio Crioulo Nacional do CTG Do Preto, na cidade de Pescaria Brava/SC. Mais de 375 duplas estiveram presente prestigiando e participando da festa. Na laçada principal, valendo um carro zero KM, depois de muita disputa, três duplas optaram em dividir a premiação e titulo, sendo elas: Gilbraz Veloso e Leandro Rafaeli – Lagoa Vermelha/RS, Alis Dos Santos e Ademar Lima – Ciriaco/RS e Renan Simão e Juninho Simão – Pescaria Brava/SC. Veja os demais campeões do rodeio:

Laço Duplas Força B:
Ariane Soares e Beto Soares – Nova Santa Rita/RS
Gustavo Figueiredo e Nilmar Figueiredo - Urubici/SC

Laço Duplas Força C:
Emerson Gotardo e Silvio Duarte – São José/SC

Taça Louber Ambiental:

Alis Dos Santos e Ademar Lima
Alan Soares e Thaian de Avila

Taça Pescaria Brava:

Josué de Souza e Rudah dos Passos
Rafael Godinho e Benicio Warmling

Taça cidade de Laguna:
Rodrigo Moreto e Gilson Santos
Josue de Souza e Rudah dos Passos
Amilton Borges e Ricardo

Laço Prendas:

1° Monique Gonçalves
2° Ariane Soares

Laço Duplas – Boi Mocho:
Guilherme Figueiredo e Airton Borges
Ivo Neto e Rafael Calegari

Pai e Filho:
1° Israel Cunha e Daniel Cunha

Os dez mais em arrecadação no laço comprido

Pesquisa revela os laçadores que mais lucraram entre os dias 24/04 a 31/05


Os nomes citados arrecadaram cifras superiores a R$ 15 Mil.

Encerrado o mês de Maio, o blog falando de laço fez uma pesquisa com os laçadores e lista aqui, dez nomes que obtiveram êxito no quesito arrecadação. Ou seja, os que mais lucraram em eventos realizados, durante esse mês que terminou ontem, mais a Rio Bonito ultimo evento de Abril.

Foi um período movimentado, atípico, com rodeios de grande porte, que aqueceram o mercado. Quem puxou as premiações para cima foram eventos como: Os Praianos - Rio Bonito - Gaspar - Morro da Fumaça,  Paraíso do Norte, entre outros.

Mesmo sendo uma minoria que consegue alcançar esses valores, isso prova que é possível sim, ganhar dinheiro se dedicando ao laço comprido! Se é suficiente e possui garantias para sustentar uma família, ou um padrão de vida alto, é outra historia...

Veja abaixo os números revelados:

Ibi Riguer - R$ 32 Mil

André Machado - R$ 28 Mil

Gustavo Sartorelli  - R$ 25 Mil

Alan Soares - R$ 23 Mil

Eder Barbosa - R$ 21 Mil

Thaian de Avila -

Rudah Dos Passos - R$ 18 Mil

Cassio Pianaro -

Fernando Bastos -

Cicero Pianaro -

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis