Páginas

cabeçalho

Publicidade Pampa Sul e Paiva Trailers

Neri Felipe A Lenda

Neri a direita recebendo troféu junto com Heitor Piola
Hoje vou falar de uma das maiores lendas do laço do estado Catarinense e do Brasil, Neri Felipe, " Ico" como é carinhosamente chamado pelos mais íntimos. Neri, fazendeiro natural de Correia Pinto – SC, laça desde o tempo que se laçava a campo aberto, sua armada é única, sempre laçou de " corte " como se diz na linguagem do gaúcho campeiro.

Sua historia de laço na mão é uma das mais vitoriosas, possui títulos desde 1973 quando foi campeão do centenário da cidade de Ponto Grossa – PR. Em 1978 foi campeão do individual e laço seleção do rodeio da Vacaria – RS. Em 1986 foi campeão do laço ex- campeão,  de seleção e Record de armadas do rodeio internacional da Vacaria.

Em 1990 conquistou o título de 1° braço de ouro do Brasil no rodeio de campeões que aconteceu na cidade de Guarapuava – PR. Em 90 também, foi o campeão do 1° Encontro dos Tauras do Laço (individual ) em Esmeralda – RS, sendo o 1º laçador a receber de premio um automóvel 0KM dado no tiro de laço.

Em 1996 foi campeão do rodeio brasileiro na cidade de Lagoa Vermelha – RS. Em 1996 também se sagrou campeão do laço duplas do rodeio internacional da Vacaria levando um automóvel 0 KM para casa. Em 1997 ganhou na cidade de Rolante - RS no Rolantche internacional mais um carro 0 KM, esses são alguns dos muitos títulos de Neri Felipe.

O fato de ter em seu currículo o título de primeiro braço de ouro do Brasil em um rodeio de campeões, ser campeão da dupla e individual do rodeio internacional da Vacaria, e ter o título de primeiro laçador a ganhar um carro dado de premio no tiro de laço, o credencia como um dos maiores de todos os tempos...
A esq. Neri capitaneando a seleção de SC em Coxim - MS


6 comentários:

  1. Parabéns João Eder, matéria de excelente qualidade e conhecimento.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza quem tem mais de 20 anos de pista e vai a bons rodeios tem que no mínimo ter escutado falar desta Lenda, como bem colocaste, tive o prazer de assistir na cidade de Osório/RS, ele atirar algumas com bastante argola, no velho Corta Rastro!!!
    Não ha como comparar, mas armadas com alguma semelhança a meu ver eram atiradas por Alessandro Rosa! Estou muito errado Edinho??
    Abraço

    Lucas Peris
    Capão da Canoa/RS

    ResponderExcluir
  3. Um exemplo de laçador que todos devemos seguir, humilde, trabalhador e com certeza nasceu com o dom de laçar! Tenho a honra de ser grande amigo do Ico e também de poder laçar e assistir suas armadas a moda antiga, no velho taio!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela reportagem, tenho a honra de ser sobrinha e poder vivenciar alguns destes acontecimentos!
    Dica: Uma das imagens mais lindas e várias estantes que o Tio Ico tem lotada de troféus, e ele e a tia Eliana lembram de cada um.
    Fabiana Mendes.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pela excelente matéria dada ao nosso grande orgulho correiapintense e também da família.
    Estamos falando aqui não só de um grande laçador,mas também de uma grande pessoa,seja em qualquer segmento.
    "TIO ICO", para quem só viu falar e não conhece pessoalmente é um grande homem,porém simples e de pouco luxo,sempre acolhendo bem todos ao seu redor.
    Tenho grande orgulho de ser seu sobrinho e de aprender com ele quase tudo que sei sobre a lida de campo e de todos os segmentos da tradição.
    Quero deixar registrado o meu carinho e apreço pelo que ele significa para todos nós.
    Com certeza os rodeios de tiro de laço estarão divididos em duas eras:Antes e depois de "NERI FILIPE".
    ABRAÇOS.....
    CLEVON JOHN ALVES

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela excelente matéria dada ao nosso grande orgulho correiapintense e também da família.
    Estamos falando aqui não só de um grande laçador,mas também de uma grande pessoa,seja em qualquer segmento.
    "TIO ICO", para quem só viu falar e não conhece pessoalmente é um grande homem,porém simples e de pouco luxo,sempre acolhendo bem todos ao seu redor.
    Tenho grande orgulho de ser seu sobrinho e de aprender com ele quase tudo que sei sobre a lida de campo e de todos os segmentos da tradição.
    Quero deixar registrado o meu carinho e apreço pelo que ele significa para todos nós.
    Com certeza os rodeios de tiro de laço estarão divididos em duas eras:Antes e depois de "NERI FILIPE".
    ABRAÇOS.....
    CLEVON JOHN ALVES

    ResponderExcluir

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis