Páginas

cabeçalho

Publicidade Pampa Sul

Copa do Mundo no Brasil

Thomas Muller, Bastian Schweinsteiger
Encerrado o mundial aqui no Brasil, vamos refletir quais lições podemos tirar dessa copa e aplicarmos no tiro de laço. Primeiro não devemos seguir o exemplo do time Brasileiro, que achou que era um timaço mais na verdade mostrou o contrario. Salto alto, falta de humildade o fez naufragar. Segundo devemos seguir o exemplo da Alemanha campeã mundial, que se reinventou após alguns fracassos e deu a volta por cima. Isso significa que nós praticantes do laço comprido, precisamos nos reinventar, evoluir constantemente, seguir sempre adiante, trabalhar em equipe, nos aprimorar ao máximo, faz tempo que camisa não ganha mais jogo, nome não ganha mais rodeio, é preciso estar preparado. Quem não estiver preparado inevitavelmente vai fracassar igual ao nosso futebol.

Por enquanto no laço comprido nosso pais é referencia, mais temos que ficar atentos. Os alemães Thomas Müller e Bastian Schweinsteiger tiveram suas primeiras aulas de equitação durante a copa, na Bahia. Em um duelo entre Alemanha e Brasil no tiro de laço, aposto que não tomaríamos de sete. Não acham??

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner responsivo

Banner grande celulares moveis